Feeds:
Posts
Comentários

Archive for julho \25\UTC 2013

O DIA DO ESCRITOR

Hoje é o
Primeiro Dia do Ano.

É o Dia dos Mortos.

O Dia das Bruxas.
O Dia do Trabalho.

Hoje é o
Dia dos Escravos.

Quarta-Feira de Cinzas.

O Dia de Amanhã.
O Dia da Mentira.

Quem diria?

Hoje é o
Dia do Escritor.

Um dia perdido
como qualquer outro.

Em busca de um leitor.

Read Full Post »

BeijoPapa

Tem um jovem beijando outro
na Jornada Mundial da Juventude.

Tem um jovem abraçando outro
na Jornada Mundial da Juventude.

Tem um jovem dando mão ao outro
na Jornada Mundial da Juventude.

Tem um jovem rezando pelo outro
na Jornada Mundial da Juventude.

Enquanto um velho abençoa a todos.
Menos a esses dois jovens, esses não.

Eles não precisam de bênção.
Eles já têm Jesus no coração.

Read Full Post »

REVISTANDO PAULA COHEN

412496[1]

Nem sei por onde começar. Pela atriz ou pela personagem. Ou pela peça. Ave! A peça: Parlapatões Revistam Angeli. Em cartaz aos sábados à meia-noite no Espaço Parlapatões. A minitemporada só vai até sábado que vem. E dos Parlapatões aqui já falei várias vezes. Acompanho tudo o que eles fazem. Do Hugo Possolo sou fã faz tempo. Um gênio. A peça revista e revisita a obra de Angeli. E põe o corpo e a alma de seus personagens no palco da Roosevelt. Com que atualidade! Nossa! Parecia que a trupe havia saído, o grupo, de dentro de uma dessas manifestações. Velhos guerrilheiros, punks, roqueiros. Todo mundo ali. Aprontando e protestando. E aí eis que vem o furação Paula Cohen. Também vejo, sempre que posso, as atuações dela. Só nesta peça, ela incorpora várias facetas. Trejeitos, jeitos. Fico admirado. Como o teatro de São Paulo tem atrizes porretas! Eta danado! Como eu amo essas atrizes. Entregues plenamente a seus ofícios. De tal modo. Que a partir de hoje já não sei quem é Paula Cohen e quem é Rê Bordosa (foto acima). Até agora estou rindo. Só lembrando. Da ninfomaníaca que pulou das finadas tirinhas direto para uma merecida sobrevida. E ainda têm o impagável Bob Cuspe (o grande, literalmente, Raul Barretto). E os Escrotinhos. Se eu fosse você já garantia o ingresso para o sábado que vem. Sério. É imperdível! Precisamos celebrar. Os Parlapatões, o elenco inteiro (Rodrigo Mangal e Hélio Pottes) e, é claro, o talento inacreditável de Paula Cohen. Ela que são muitas mulheres em cena. EvANGÉLIcas do ANGELI. Putas e santas. Como as vemos todos os dias por aí. Nesta nossa – nova e velha – República dos Bananas.

Read Full Post »

NÃO ME DEEM MAIS LIVROS

A música canta assim: “Não me deem mais livros / Porque não os leio / O que aprendi / É porque vejo”. Aqui, na verdade, eu traduzi a letra, livremente. Eis o original: “No me regalen más libros / Porque no los leo / Lo que he aprendido / Es porque lo veo”. Faz tempo que eu estou para dizer. Estava eu em Buenos Aires recentemente e ouvi muito esta música tocar. E a letra me tocou. O começo me lembrou meu conto “Totonha” – ela, meu personagem, baseado em uma tia minha, que fazia, sim, uma valiosa leitura não de livros, mas da vida. E maravilha! Claro que a música, intitulada “La Vuelta al Mundo”, não caminha por este caminho. Conta, a letra, uma história de amor e de liberdade. Gostei deveras dela e corri, lá na Argentina, para comprar o disco. Trata-se de um grupo pop de rap de Porto Rico chamado Calle 13, que tem à frente o vocalista e letrista René Pérez, mais conhecido como Residente. Já o conhecia de uma participação que ele fez, impressionante, no último disco de Mercedes Sosa. Eta danado! Estou atrasado, eu sei. Mas nunca é tarde para se conhecer algo. E se apaixonar. Veja se você também não vai sair pulando pela rua, atrás da sua paixão, ao ver e ouvir o clipe abaixo. E vamos que vamos. Juntos, dar a volta ao mundo e bom final de semana e aquele beijo e aquele abraço.

Read Full Post »

MINHA CAPA, MINHA ORELHA

MutaEuLins

Ontem foi um dia muito especial. Mágico, afetivo, etc. e tal. Meu querido amigo Thiago Romaro. Cantor, compositor, escritor. Ele me convidou para mais uma de suas imperdíveis cervejadas. No apartamento bonito que ele tem. Ali na Praça Benedito Calixto. E também costumam ir a essas nossas cervejadas o Lourenço Mutarelli, a Lucimar. E tanta gente boa que eu não vou nem citar. Para não me demorar. Pois bem. Quero contar que ontem me ligou o Paulo Lins. Ele havia acabado de escrever a orelha do meu primeiro romance. Atendeu ao meu pedido. Tão generosamente. E ficou linda a apresentação. Daí eu chamei Lins para a cervejada. Lá na casa do Thiago. Uma noite para fazer um brinde à amizade. E para comemorarmos juntos idem o baita desenho que o Mutarelli fez para a capa de meu romance (que eu não tenho chamado de romance, mas de “prosa longa”) intitulado Nossos Ossos. Eta dupla da pesada. Eis eu ao lado dessas duas feras, em foto acima. Beleza, beleza. E muita ressaca! Depois conto mais sobre o livro, que sairá ainda este ano pela Editora Record. Por enquanto, inclusive, aviso: os dois primeiros capítulos foram publicados, com exclusividade, pelo jornal Rascunho. Para conferir, clique aqui em cima. E mais não digo. E beijos no umbigo. E vamos às próximas garrafas. Que eu já fui. Pois é. Bambo. E feliz. E té.

Read Full Post »

MICROPORNOGRÁFICOS

[1]

Cama redonda.
Casal quadrado.

[2]

O pau era grande.
A cabeça, pequena.

[3]

Subia pelas paredes
a aranha.

[4]

Pôs o pau para fora
e dentro.

[5]

Xô, xota!

Read Full Post »

POESIA NA CHAPA

Quinta agora, dia 18, a partir das 19 horas, no Espaço da Revista Cult, tem lançamento do belo e quentinho livro da Bruna Beber, o Rua da Padaria, publicado pela Editora Record e maravilha. Imperdível. No dia, eu e os queridos Angélica Freitas e Omar Salomão faremos umas leituras de uns poemas da autora. Beleza pura! Já anote desde já na agenda e espalhe o acontecimento (imagem abaixo). E vamos que vamos e beijabraços.

cinco séculos de poesia.cdr

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: