Feeds:
Posts
Comentários

Archive for abril \24\UTC 2014

ONDE O TANGO É NOEL

DondeMirasFi

Faz tempo que o poeta Binho e o Serginho Poeta criaram a profética expedição Donde Miras, uma caminhada cultural pela América Latina (imagem acima). Explico: no ano de 2010, um grupo de artistas da periferia de São Paulo resolveu percorrer a América Latina a pé. Fazendo saraus e lançamentos. Conhecendo artistas pelas cidades visitadas. Eta danado! Conseguiram, à época, ir de São Paulo a Curitiba. A ideia era atravessar a fronteira. Ficou para mais tarde a vontade guerrilheira. Muita coisa ainda precisava ser feita pelo Brasil. E fizeram. Muita história eles têm para contar. Isso eu digo só para avisar de que hoje, quinta, começa a Feira do Livro de Buenos Aires. 97 escritores da periferia, incluindo o Binho e o Serginho, invadirão a Argentina. Com a força de sua poesia, de sua arte, de sua palavra. Oxalá, até que enfim, salve, salve! É a primeira vez em que eu vejo uma revolução assim acontecer. E muita justa. A saber: sempre que são realizadas feiras e festas pelo mundo, raramente são convidados os artistas da periferia. Recentemente, inclusive, na Folha de S. Paulo, saiu um balanço, no caderno Ilustríssima, discutindo como anda a nossa literatura contemporânea. E, na matéria, nenhuma linhazinha sequer para os passos que esse movimento, já faz quase quinze anos, tem dado para tirar a literatura do alto das estantes. Das rodas regadas a biscoitos e chás. A cena literária em São Paulo, se depender deles, se dá de forma vigorosa e viva. E maravilha! Sempre que posso, eu testemunho e acompanho essa luta, constante, dos amigos da periferia para afugentar o ranço que a literatura tem. Esse de ser coisa chata. Palavra escrita para poucos e para ninguém. Muito pelo contrário. Em vez de ficar esperando a boa vontade de editores e críticos, eles criaram seus próprios selos. Festivais, CDs, antologias, ensaios. Celebram, pois, a poesia todo dia, formando leitores e cidadãos. Há duas semanas, aliás, alguns jornalistas portenhos visitaram São Paulo para conferir de perto esse acontecimento. E já estão repercutindo o que viram em seus cadernos e suplementos culturais. Saíram daqui boquiabertos, etc. e tais. Com essa lição de uma literatura sem frescura. De uma postura, digna e desencastelada, que chega, na raça, e modifica a geografia em volta. Avante e teimosamente. Posso dizer: é histórico, desde já, o que irá acontecer, a partir de hoje, em Buenos Aires. E, sinceramente espero, que ação assim inspire outras feiras e eventos pelo mundo. No ano que vem, por exemplo, o Brasil será o país homenageado no Salão do Livro de Paris. Acordem, senhores curadores. Rumando está, desde já, para outros cantos, esta invasão que hoje começa. Plural, sem igual. Na fé, feliz.

Em tempo: o título acima foi extraído de um famoso poema de autoria de Binho. E aproveitando, aviso: estarei na Feira do Livro de Buenos Aires no dia 9 de maio, em mesa ao lado do querido parceiro, guerrilheiro e amigo Ferréz. Valeu, fui, sem ir, e até.

Read Full Post »

PARA MIM, MENINO

MFreire Bebe

A homenagem deve ser ao garoto. Bem sei. Aquele que leu Bandeira aos nove anos de idade. Ao leitor raquítico e prematuro. Ave! A homenagem deve ser para a cidade de Sertânia. Teimosa paisagem lá de Pernambuco. Homenagem ao desempregado. Eu que cheguei a São Paulo, uma mão na frente, outra atrás, há 23 anos, meu rapaz. Sim. A homenagem é a um nordestino órfão de sua terra, deslocado. Deve ser para a minha falecida mãe a honraria. Ao meu pai. Quem diria? Uma homenagem pelo fato de eu ter sobrevivido. Nada, não, para o escritor. Não será uma homenagem aos meus livros. Meu trabalho ainda está sendo feito, a caminho. A duras batalhas, erguido. Insisto. É uma homenagem, sem dúvida, ao menino. Em seu aniversário, diário. Não tem dia em que eu não mire a fotografia, na tela de meu computador, acima. E agradeça por todos esses anos. Pelejando. Teimoso e destemido. Sou eu menino quem agradece. Longe de qualquer solenidade. Sem nenhuma vaidade. Cheio de emoção, enaltece. O trabalho do guerreiro Fernando Ramos e de toda a equipe da FestiPoa para colocar esse belo evento de pé. Hoje, terça, será anunciada oficialmente em Porto Alegre a programação da sétima edição de uma das festas literárias mais simpáticas e eletrizantes e sinceras que eu conheço (veja matéria abaixo). Ela, a Festa, resolveu fazer uma homenagem para mim. Ave nossa! Meu Cristo! Repito: não é para mim. É para essa criança que trago comigo, enfim. Faz tempo. É por ela que eu existo. É nela em que eu me guio. É em nome dela que eu deixo o meu abraço, humilde e grato, sempiternamente comovido.

FestiEu

Read Full Post »

GRANDE GLAUCO

FotoGlaMar

Glauco Mattoso, depois de encontro eletrizante e retumbante e histórico com o jovem escritor, igualmente glaucomatoso, Marcos Fidalgo, no sábado passado (foto acima), dentro do projeto AuTORES EM CENA, em apresentação sob direção de Leandro Goddinho, mandou para mim e para o Marcos, hoje cedo, a seguinte glosa, abaixo. Isso só demonstra o grande artista que o Glauco é. Genial, generoso, insubstituível. Obrigado, Glauco. E superbeijo do seu fã, leitor, amigo, pupilo e eterno seguidor.

*

Marcos e Marcellino,
dedico a vocês este motte glosado.
Valeu. GM

MOTTE:
Meu bastão passei. Em scena,
dou logar a alguem mais moço.

GLOSA:
Ao censor que me condemna
dei bananas. Mesmo edoso,
não me rendo e do Mattoso
meu bastão passei. Em scena,
de outro cego endosso a penna
litterata. Meu endosso
cabe ao Marcos, cujo esboço
de romance ganha espaço.
Me despeço e, neste abbraço,
dou logar a alguem mais moço.

/// [14/4/2014]

*

Read Full Post »

HOJE E AMANHÃ EM CENA

Assista ao vídeo abaixo. E venha. Começa hoje, sábado, mais uma edição do AuTORES EM CENA. Hoje, às 20 horas. Amanhã, domingo, às 19 horas. Entrada franca. E bora embora. No palco, os autores Betty Milan, Denio Maués, Gero Camilo, Glauco Mattoso, Marcos Fidalgo, Plinio Camillo e Maria Carolina Morais. Eta danado! Vamos que vamos. Espero por você e valeu e aquelabraço.

Read Full Post »

GERO GERA GERADOR

Gero é um motor. É um grande ator. Compositor, cantor. Escritor. Agitador. Gero não para quieto. É um verdadeiro gerador. Um dos artistas mais completos que eu conheço. E um dos que eu mais admiro. Como eu sou fã desse cabra. Desse irmão bendito. Do mais raro esplendor. Pois bem: Gero Camilo (eu e ele em foto abaixo) é uma das atrações da nova edição do AuTORES EM CENA. Convidei-o para mostrar o seu lado poeta. Sim, ele tem, inédito, um livro de poemas chamado Cajita de Monerías. Sob direção de sua amiga e parceira antiga Paula Cohen, ele subirá ao palco do Itaú Cultural neste domingo, 13 de abril, às 19 horas (sim, o horário do domingo é este – sábado é que às 20 horas), para mostrar algumas dessas suas criações poéticas – escritas entre São Paulo e a Cidade do México. Imperdível. Ao lado de Gero estará o músico Eugênio La Salvia. Ave nossa! Fiquem ligados. Repetindo: tem AuTORES EM CENA neste sábado e neste domingo. Para conferir a programação completa, cliquem aqui em cima. E venham. E divulguem. A entrada é franca. É só chegar uma hora antes para pegar o ingresso. E bora embora. Gerando energia, sempre. Ao lado de grandes artistas como o Gero. E viva e maravilha!

EuGero

Read Full Post »

ENTRE + VISTAS

Glaucomattosos

Marcos Fidalgo é glaucomatoso. Glaucomatoso, no dicionário, é aquele que é portador de glaucoma. Marcos Fidalgo é portador de glaucoma. Pedro José Ferreira da Silva também é glaucomatoso. Pedro José Ferreira da Silva é um famoso poeta nascido em São Paulo. Todo mundo conhece Pedro José Ferreira da Silva como Glauco Mattoso. Pedro José Ferreira da Silva assina sua obra, faz tempo, como Glauco Mattoso. Eu já falei de Marcos Fidalgo para Glauco Mattoso. Glauco Mattoso ficou curioso em conhecer um escritor jovem, glaucomatoso. Vejamos: Marcos Fidalgo é também paulistano. Não é poeta igual Glauco Mattoso. Marcos Fidalgo é prosador. Mas os dois conversam, sim, no mesmo registro. Donos de uma língua inquieta, ferina, irônica. Pois bem: resolvi provocar um encontro entre esses dois escritores de gerações diferentes (foto acima). Mas com muito, em comum, para descobrir. Eles, juntos, estarão na nova edição do projeto AuTORES EM CENA. Sob direção de Leandro Goddinho, Fidalgo e Mattoso participarão da peça “Entre+Vistas”. Acontecerá no sábado que vem, dia 12 de abril, 20 horas, no Itaú Cultural da Paulista. A programação, que vai até domingo, 13 de abril, ainda contará com os AuTORES Betty Milan, Gero Camilo, Denio Maués, Maria Carolina Morais e Plínio Camillo. Para saber mais detalhes, clique aqui em cima. E vale lembrar de que a entrada é franca e que os ingressos deverão ser retirados uma hora antes do começo do espetáculo. Recado dado e vamos que vamos e aquelabraço.

Read Full Post »

ANGU FALANTE

Meu livro de contos Angu de Sangue foi publicado no ano 2000. Foi o meu primeiro livro por uma editora, a Ateliê Editorial. Quem me indicou para a Ateliê foi o querido e saudoso amigo e crítico literário João Alexandre Barbosa. É dele também o prefácio da obra. Pois bem: o Angu de Sangue agora sai em audiolivro (imagem abaixo). Eu mesmo, lá no áudio, interpreto os contos. Em uma das leituras, inclusive, contei com a participação da atriz Olívia Araújo. E ainda temos como convidado especial o escritor Luiz Bras, que leu o prefácio assinado por João Alexandre. O livro falante será lançado exatamente pela editora Livro Falante. O evento será na próxima sexta, dia 11 de abril, às 17h30, dentro da programação da Primavera dos Livros, na Biblioteca Mário de Andrade em São Paulo. Para ver como ficou o trabalho, clique aqui em cima. Espero você lá na sexta, para a gente festejar e papear e abração e valeu e viva e maravilha e té já.

AnguLivro

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: