Feeds:
Posts
Comentários

Archive for abril \22\UTC 2015

POEMINHA INVENTADO

*

se eu sinto saudade
não é saudade o que sinto
é na verdade compaixão

o coração não tem
o que inventar não quer
morar na solidão

por isso a infância
a distância o pomar você
a tarde o sol o chão

a saudade nunca está
nesta rua nem pelo ar
este cheiro de alfazema

toda saudade é pequena
a gente é que aumenta
o tamanho da dor

desta ausência que parece
não ter fim deste amor
que nem parece ser amor

*

Anúncios

Read Full Post »

POEMINHA SEM SALVAÇÃO

*

todo poema
é suicida

leva uma vida
quando pula

um verso

todo poema
espatifa a família

a casa a paz
o verbo

todo poema
agoniza

sozinho é que
se fecha

todo poema
é trágico

não há
quem o salve

não tem
conversa

todo poema
é sempre esta

morte incerta

*

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: